Segue o Loucuras por email...

domingo, 4 de março de 2007

E adormeço...

Sinto uma calma,
que não é minha,
como se já não conseguisse
abrir os meus olhos,
como se a minha voz tivesse sumido,
e o mundo parasse...
Fecho os olhos,
que já não consigo abrir,
fecho a minha mente,
mas não o meu coração...
deixo-o aberto...ainda...
e deixo-me levar,
embalada pelo grito quieto das ondas,
deixo-me ir e ficar,
e adormeço...
não sem antes sentir o esvoaçar
de pombas brancas,
que me acalmam e
me embalam,
num sonho tranquilo,
que não é meu...

10 comentários:

Nelson Ngungu Rossano disse...

Aqui só loucuras bonitas!
Poesia linda "num sonho tranquilo,
que não é meu... "

Beijos

Afonso disse...

Adorei este espaço!
Achei o poema fantástico e a imagem, no mínimo, divinal!
Certamente voltarei mais vezes!
Parabéns pelo trabalho neste blogue.

Até breve ...

chuvamiuda disse...

.....................

e que se solte a alma, por onde tiver de ser

e que as palavras sejam a cura, para as dores da mesma


........................

Noite serena e boa semana

Felipe Fanuel disse...

Engraçado. Aqui no Rio está vejo uma lua cheia bem bonita no céu escuro... Vejo que hoje postaste também sobre a lua. Sinto a mesma calma, que também não é minha. Vejo um entrelaçar de dois poemas que me dizem que o importante é abrir e fechar os olhos para ver-e-não-ver a luz da lua.

Excelente semana para ti!!!

ANKH disse...

Agradeço a visita e vejo que escreves muito bem. Continues assim.
Volte serás bem vinda!
Grande Paz!
Ankh

JuvePP disse...

Olá, Vim cá parar através das tuas palavras e foi bom ter cá estado. A tua poesia é muito linda, pedaçoes de uma alma que sabe bem o que quer, para onde vai e como quer ir. Assumeste como esfinge, teu fundo e teu ser que ninguém desvenda. Seja o que possas ser ou vir a ser´, o facto é que gostei do que escreves e voltarei. Fez-me bem ter cá vindo. Obrigada. Fica bem. Força

daniel sant'iago disse...

Muito obrigado pelo convite!
Gostei da quietude do teu grito...
Nada louco!
Beijo.

TINTA PERMANENTE disse...

Às vezes o sono dá-nos a noite e os sonhos dão-nos os dias...
Gostei do poema!
Abraço!

ps.s. - agradeço, claro, a visita. Volte sempre...

Fallen Angel disse...

Não possuas sonhos alheios... é um vislumbre de pesadelo...

( Desejo-te uma óptima semana )

Debaixo do Bulcão disse...

Obrigado pela visita ao blog Debaixo do Bulcão. O teu já lá está ligado!

António Vitorino