Segue o Loucuras por email...

sexta-feira, 16 de março de 2012

Paz...


Levas-me para longe
E eu gosto,
Cortamos os caminhos
E o tempo,
Desfrutamos o sol e a chuva,
Sentimos o mar,
E deixamo-nos invadir
Por essa paz,
Que nos leva e eleva.
E nós juntos ora a trote,
Ora a galope,
Descobrimos novos sítios
Enveredamos por outros rumos,
E livres,
Passeamo-nos por nós mesmos,
Sem tempo
Nem espaço,
Quando o tempo não existe
e a paz
é o sentimento
do momento...

segunda-feira, 12 de março de 2012

Longe de mim...





Tão perto do precipício
Tão longe de mim,
Deixo-me ir
E já não sou eu,
Liberto-me de mim
E (quase) desisto.
Caio n’ outros eu’s
Que já não são meus…
Parto com as aves
Atravesso outros limites,
Conheço outros horizontes,
E sei que já não sou eu
Porque eu,
fui-me perdendo
nos labirintos da vida,
outrora sonhava…
agora,
a realidade
despojou-me dos sonhos,
feriu-me bem lá no fundo
e eu
que já não sou eu
reergui-me,
com a dureza da rocha
com a perseverança do vento
e deixei-me ir,
longe de mim
e mais perto de ti…

domingo, 4 de março de 2012

Neve...




Branca a neve
Que me cai na lembrança,
Percorro os caminhos
Outrora floridos
E agora gelados,
Na calma
No silêncio
De mim,
Quando os meus passos
Sorrateiros
Vão arriscando
Pisar a neve,
Fria
E gélida
Mas linda!
Apaziguadora de mim
Na neve calo 
as minhas emoções
E fico a escutar 
o perfume da neve
Que cai nos silêncios
Que me preenchem
me extravasam
E me sublimam…