Segue o Loucuras por email...

sexta-feira, 16 de março de 2012

Paz...


Levas-me para longe
E eu gosto,
Cortamos os caminhos
E o tempo,
Desfrutamos o sol e a chuva,
Sentimos o mar,
E deixamo-nos invadir
Por essa paz,
Que nos leva e eleva.
E nós juntos ora a trote,
Ora a galope,
Descobrimos novos sítios
Enveredamos por outros rumos,
E livres,
Passeamo-nos por nós mesmos,
Sem tempo
Nem espaço,
Quando o tempo não existe
e a paz
é o sentimento
do momento...

segunda-feira, 12 de março de 2012

Longe de mim...





Tão perto do precipício
Tão longe de mim,
Deixo-me ir
E já não sou eu,
Liberto-me de mim
E (quase) desisto.
Caio n’ outros eu’s
Que já não são meus…
Parto com as aves
Atravesso outros limites,
Conheço outros horizontes,
E sei que já não sou eu
Porque eu,
fui-me perdendo
nos labirintos da vida,
outrora sonhava…
agora,
a realidade
despojou-me dos sonhos,
feriu-me bem lá no fundo
e eu
que já não sou eu
reergui-me,
com a dureza da rocha
com a perseverança do vento
e deixei-me ir,
longe de mim
e mais perto de ti…

domingo, 4 de março de 2012

Neve...




Branca a neve
Que me cai na lembrança,
Percorro os caminhos
Outrora floridos
E agora gelados,
Na calma
No silêncio
De mim,
Quando os meus passos
Sorrateiros
Vão arriscando
Pisar a neve,
Fria
E gélida
Mas linda!
Apaziguadora de mim
Na neve calo 
as minhas emoções
E fico a escutar 
o perfume da neve
Que cai nos silêncios
Que me preenchem
me extravasam
E me sublimam…

quarta-feira, 30 de novembro de 2011

Outono...



Outono prateado
das memórias inolvidáveis,
Que se perpetuam
No eu que vagueia
Nos coloridos
do Outono.

Beleza inesperada
que aparece,
nas cores,
nos tapetes prateados,
no inverno que espreita
e fica gravada
nos fios que se desprendem
de mim,
Nos sentires
ininterruptos
de um tempo
que é meu,
e que vou colorindo
misturando com os sentires
da paz feita silencio
que habita em mim…


Foto by - dobseh 

quarta-feira, 3 de agosto de 2011

Mundo meu...



O tempo parou.
de repente
,
nos amanheceres silenciosos,
das noites estreladas.


Nos silêncios
que ficam
e que marcam o meu silencio.
As manhas emersas na neblina,
os passeios de bicicleta,
o sabor da terra,
o cheiro das aves e do sol,
que me penetra a alma


E eu fico,
tão bem,
ancorada na planície de mim
Quando tu chegas…

sexta-feira, 15 de julho de 2011

Perfume...



Espalhas pela casa
as flores,
e o seu perfume
perdura
nas gotas frescas
de cada manhã,
quando os pardais
poisados nos beirados
vão embalando
os nossos sonhos
de criança,
perdidos
mas não esquecidos,
ás vezes encontrados
no perfume das flores
que ainda perdura
na memória
ternurenta
do amor...

Fotos - Daniela Romanesi

sexta-feira, 1 de julho de 2011

Mar inebriante...


Mar Inebriante

Que vais pintando
Para mim,
Bem no fundo de ti
As cores que me preenchem
Que me fazes esvaziar de mim
Para me sentir
Pedaço de onda
Na imensidão
De uma gota.

Vem!
Não tardes,
Desenha em mim
o crepúsculo,
E eu

Sozinha,
Deixo-me encantar
No silêncio recortado
De cada batida,
Suave harmonia
Que desliza por mim

E em mim
E perdura…


Foto - Craig.Taylor