Segue o Loucuras por email...

quarta-feira, 27 de agosto de 2008

Do medo...

O medo escorria
entre cada pedaço de mim,
alterava o meu ser
anulava-o
transformava-o,
as vozes gritavam em surdina
num balbuciar que me atormentava
e eu ficava parada,
quieta
em mim
deixando o medo invadir-me
sentia-o cortar a minha alma,
invadir todos os meus poros
alastrar por entre os meus pensamentos...
mas...
chegaste...
nas palavras trazias a luz
para eu ver
calaste as vozes,
para que te ouvisse
sacudiste o meu ser
e eu...deixei
e...parti...
sem medo...
nas asas da liberdade...

sábado, 23 de agosto de 2008

Descalça

(Foto Paulo Jorge)


Tiro os sapatos
e descalça piso o chão
e passeio-me
por entre a areia
que o sol entrecruza
e sinto
que so descalça
me sinto bem
descalça
não tenho nada
descalça parto
e não olho para trás...
porque tenho o que é meu
e um chão para caminhar...