Segue o Loucuras por email...

quarta-feira, 17 de dezembro de 2008

Sai de mim...


Sai de mim
E encontrei-me
No meu silêncio
Na quietude apaziguada
senti-me leve,
livre e liberta
subi mais um pouco
em mim
mas fora de mim
onde não há tempo
nem espaço
nem lágrimas
nem dor
apenas paz
e luz
que me invadiu
e me levou
para longe…
Ainda...
olhei para trás,
não queria voltar…
mas voltei,
e guardei em mim
os silêncios
que hão-de perpetuar-se
no silêncio de mim...

Um comentário:

Fontez disse...

silenciosamente solitário.