Segue o Loucuras por email...

quinta-feira, 24 de junho de 2010

Chove...

Chove...
Chove como nunca choveu antes,
chove deliciosamente...
uma chuva quente, suave
apaziguadora,
deslumbrante
que me leva...


Chove em mim,
chove no mais profundo de mim
e eu sorrio
e deixo-me molhar
sem pressa
sem medo
e chove...

2 comentários:

Nuno Almeida Santos disse...

Gostei muito deste teu poema. Parabéns. Um bom domingo para ti

Nuno Almeida Santos disse...

Muito bonito este teu poema. Parabéns. Gostei muitos