Segue o Loucuras por email...

sábado, 24 de fevereiro de 2007

Entrego ao mar...



Mais um dia...

que quero guardar no mar

as minhas angustias,

deixo-as ir,

para não ficarem,

talvez voltem,

mas se voltarem,

voltarão com o sabor a mar,

no mar que eu vejo

da janela onde escrevo

que não tem começo.

nem fim...

Um comentário:

Moura disse...

Viver junto a um qualquer mar é uma sorte...que eu não tenho! Mas vou tendo a calma e a força dele, graças a Deus.
Gostei de ler os teus textos e acho interessante este dom de ir revelando o que vai na alma por meio da poesia. Eu não tenho esse dom.

Bjo