Segue o Loucuras por email...

terça-feira, 13 de maio de 2008

Do tempo...


E fico quieta

parada de mim

e em mim

no tempo que desliza

suavemente

que se escapa

que não agarro

por entre os fios

invisiveis

e indivisos

do meu ser

quero agarrar

esse tempo

que insiste

em se desprender

por entre o sol

passageiro

da saudade...

3 comentários:

Divinius disse...

Muito bonito menina*)

By Sniqper ® disse...

Na luz da saudade ilumina-se a alma de sentimentos, de recordações que iluminam o vazio da ausência...

Alma Nova ® disse...

Tempo que foge e que agarramos, no tempo da saudade, que nos preenche a alma do que foi felicidade.