Segue o Loucuras por email...

quarta-feira, 16 de janeiro de 2008

Sublime...




Fiquei parada
naquele silêncio
Inundado de palavras
Que pouco a pouco ia
Trespassando a minha alma
E escavando o meu coração
Criando novos recônditos,
E o meu ser dividia-se de mim
Estilhava-se para fora
Subdivida-se para dentro...


Eu...reduzi-me
A mil pedaços
de alma e coração
Entregues
Ao nobre Momento
Que me sublimava
e me fazia perder de mim
depurando cada emoção
cada filamento de mim própria...
... equilibrava-me
naquela leveza de sentir...


Depois desci....
Juntei tudo,
Guardei
Arrumei...
Tinha recebido um tesouro...
Nada me pertencia
E tudo era meu...


Foto - Desconheço Autor




11 comentários:

Sei que existes disse...

E que tesouro!...
Beijo grande

sniqper ® disse...

Pensamentos soltos num silêncio...
Onde alma e coração, juntos caminham...
Nessa estrada que se chama Vida...

El Peruano Dorado disse...

Si hablas español, te invitamos a conocer el fracaso literario menos resonante de todos los tiempos: FERRANTE KRAMER, EL PERUANO DORADO. Un perdedor nato!!. Estamos en http://ferrantekramer.blogspot.com/. Esperamos hacerte reír un buen rato.

Patricio

Alma Nova disse...

Mil pedaços...todos juntos és tu, que transportas um oceano de sentimentos pelos mares da vida.

multiolhares disse...

São os melhores tesouros
que podemos ter, sem os prender
beijinhos
luna

Baraújo disse...

um tesouro "sublime", sem dúvida o título mostra o que escreveste...

beijo

Um Momento disse...

Belo este tesouro...
as tuas palavras

Deixo um beijo

(*)

celtaj disse...

Nada me pertenecía y todo era mío... no puede imaginarse mayor tesoro..

Un abrazo.

Luis F disse...

Lindo, vim navegar neste espaço delicioso de palavras... onde a loucura se quebra no silêncio da harmonia que por aqui existe.

Parabens

Tiago' disse...

Quando pensares que nada é teu... é. A tua vida!

Tiago'

Lusófona disse...

Lindo!! Parece um "renascimento".

Beijinho
Luz e paz